Números Karmicos

0

A palavra Karma vem do sânscrito ( कर्म ) e significa movimento, ou seja, Ação e que por sua vez desperta a sua respectiva Reação.
A lei do Karma defende que o que emanamos é o que iremos colher.
A lei da Atração defende que iremos atrair energia de vibrações idênticas à nossa, tanto do polo positivo como negativo.
A lei do Equilíbrio defende que todos os movimentos do Universo conspiram para o equilíbrio das polaridades, tanto a nível individual como colectivo.
Estas leis e outras aqui não mencionadas, explicam os movimentos do nosso dia a dia e as razões por trás dos eventos e encontros. Conhecê-las e saber aplicá-las positivamente é a chave para superarmos os nossos desafios e cumprirmos o nosso propósito de evolução. A Dívida Karmica é gerada quando as leis do universo são desrespeitadas ou transgredidas. Através do livre arbítrio, somos livres de escolher tanto pelo amor como pelo medo.

Agir pelo amor é agir com conhecimento das Leis Universais, é escolher o amor como resolução de desafios, é respeitar a essência divina, é cumprir o caminho individual na mais elevada vibração possível do amor incondicional, vivendo de acordo com os mais elevados valores como a coragem, a verdade, a responsabilidade, o respeito, a compaixão, a confiança, a alegria, a liberdade e outros.
Agir pelo medo leva-nos a escolher sem qualidade pois estamos no polo oposto aos valores nobres, leva-nos a agir pela violência, leva-nos a controlar a vida e os outros, condiciona-nos pela ignorância por vivermos desconectados do nosso propósito espiritual. O tempo e as circunstâncias irão ensinar cada um de nós que a ação sustentada pelo medo terá sempre consequências negativas para nós próprios ao contrário da ação positiva que mesmo que seja difícil a sua escolha, ela garante desfecho positivo.

É precisamente a ação pelo medo que nos leva a gerar as dívidas karmicas e é na presença destes números que elas têm a oportunidade de serem corrigidas. Caso contrário, ficaremos sujeitos às suas influências negativas.
Para as podermos conhecer, superar e corrigir, precisamos conhecer o nosso mapa e todos os números que o compõem e perceber que dívidas trazemos e de que maneira as podemos superar.

As 4 Dívidas Karmicas apresentam-se através dos números 13 / 14 / 16 / 19 e cada uma delas tem seu significado e proposta de cura.
Só depois de construído o mapa individual de cada um podemos analisar se existe alguma dívida karmica, em que momento e de que maneira ela se manifesta pois, dependendo da sua existência e posição, ela tanto pode ser um desafio de  vida inteira como apenas um ciclo de vida.

Número 13

As palavras negativas associadas a este número são:
1: Medroso, inseguro, autoritário, dominador, egocêntrico, dependente
3: Julgador, crítico, opinativo, superficial, imaturo, orgulhoso, dono da verdade, argumentativo, disperso
4: Conservador, inflexível, mente fechada, preguiçoso, instável, rígido, desorganizado

O que o 13/4 traz de vidas passadas:
Este número mostra que em vidas passadas esta pessoa não se tornou independente, não trabalhou, não desenvolveu a disciplina adiando assim o seu processo de desenvolvimento pessoal, maturidade emocional e responsabilidade pela sua autonomia para a vida presente. A sua resistência a trabalhar e seguir regras, a falta de persistência, a irresponsabilidade e falta de humildade não permitiram que fossem desenvolvidos valores nobres e logo não foram criadas condições para erguer estruturas sólidas que oferecessem estabilidade ou segurança, tanto a nível interno como externo.  A rigidez mental e a resistência à mudança, típicas do 4 dificultam a boa expressão livre e criativa de cada um, caindo facilmente no risco do julgamento tanto a si mesmo como aos outros.

Como equilibrar o Karma 13/4:
Num Universo onde a palavra equilíbrio é a via de evolução, precisam ser integrados os aspetos positivos dos 3 números, principalmente do 4.
A vida presente traz a proposta de muito trabalho, de responsabilidades que se apresentam muito cedo na vida e que obrigam a pessoa a “chegar-se à frente”, a crescer, a fazer o difícil e a escolher a coisa certa, a persistir em vez de desistir, a ver no esforço e no trabalho a construção da sua própria estrutura, tanto interna  em termos de valorização pessoal como externa, sustentando estruturas com o seu esforço e trabalho. É natural sentir frustração de ser obrigado a trabalhar, um desperdício de tempo cumprir tarefas grandes ou pequenas, e ter a sensação de que o esforço não vale a pena e que o sucesso nunca acontece ou é só para quem tem “sorte”, gerando profundos problemas de valorização pessoal, uma enorme crise de valores interna e questões de amor próprio e até fé na vida pois a sua mente rígida não permite ainda trabalhar positivamente com as leis cósmicas.

Durante a vida presente haverão então infinitas oportunidades de mudar esses padrões, atraindo desafios e obstáculos que servem precisamente o propósito de abrir a sua mente, considerar novas abordagens e formas de estar, testar a perseverança, a disciplina, a firmeza e o sentido de responsabilidade. A forma como as responsabilidades foram evitadas em vidas passadas, irão propor na vida presente um esforço extra, dedicação acrescida, a humildade de aprender que sem esforço não há recompensa e por isso não é raro estas pessoas sentirem que tudo é mais fácil para os outros e difícil para si mesmos.

Na vida presente há um convite a descobrirem-se a si mesmos, a abrirem a sua mente, a mostrarem a sua verdadeira essência ao mundo e a arranjarem maneiras criativas de materializarem as suas capacidades e talentos natos. Investindo nessa casa interna irão então conseguir materializar uma sólida estrutura externa.

O sucesso apenas acontecerá como recompensa do esforço, pelo trabalho duro, pela perseverança, pela disciplina, mantendo tanto o seu mundo interior como exterior, limpo e em ordem. O 4 é famoso pela sua paciência, pela atenção ao detalhe, pela capacidade de subir passo-a-passo resistindo ao tão tentador corta-mato.

Número 14

As palavras negativas associadas a este número são:
1: Medroso, inseguro, autoritário, dominador, egocêntrico, dependente
4: Conservador, inflexível, mente fechada, preguiçoso, instável, rígido, desorganizado, sem estrutura
5: Resistência à mudança, mau uso da liberdade, indisciplina, vícios e excessos, libertino, boémio, fuga, não aprende com a experiência, teimoso, medo do novo e do diferente

O que o 14/5 traz de vidas passadas:
Este número mostra que em vidas passadas esta pessoa não percebeu o conceito de liberdade pelo que pode-lhe ter resistido ficando presa a situações de falsa segurança e/ou materialismo ou abusado dessa mesma liberdade, fazendo escolhas irresponsáveis e sem qualidade. Muitas vezes a falta de liberdade é justificada com algo ou alguém embora ela seja sempre uma restrição pessoal. Ou condicionámos a nossa própria liberdade ou condicionámos a liberdade de outros. A falta de disciplina do 4 e os prazeres dos sentidos do 5, juntam neste karma os abusos ligados às drogas, ao álcool, à comida e até aos prazeres com o próprio corpo e tanto podem estar a ser corrigidos na vida presente ou perpetuados e até projectados nos outros inconscientemente. Se resistiu às mudanças em vidas passadas, na vida presente vai atrair circunstâncias instáveis, onde se vai ver forçado a adaptar e a ser capaz de fluir com a vida, resistindo sempre à tentação de culpar os outros por essas circunstâncias. Se em vidas passadas o exagero foi no abuso de liberdade e nas más escolhas envolvidas com a mesma, terá na vida presente os condicionamentos e restrições que irão equilibrar esses abusos como por exemplo a disciplina de evitar o que é tóxico, o cuidado com o corpo, ser capaz de cumprir regras e horários.

Como equilibrar o Karma 14/5:
Num Universo onde a palavra equilíbrio é a via de evolução, precisam ser integrados os aspetos positivos dos 3 números, principalmente do 5. A vida presente traz a proposta de encontrar o equilíbrio entre a experiência do mundo e os abusos. Ou seja, o 5 vem descobrir a verdadeira e saudável liberdade baseada na responsabilidade e disciplina, a vontade de ir mais longe, o espírito de aventura que lhe vai abrir os horizontes e trazer crescimento através de novas e diferentes experiências, culturas, pessoas e crenças. Este karma pede variedade, movimento permanente, capacidade de adaptação ao novo e flexibilidade para ir integrando novas e diferentes formas de viver e experienciar-se a si mesmo e à vida, nunca esquecendo que cada pessoa tem uma história karmica única e aprendizagens próprias do seu caminho. A rigidez do 4 pode impedir o 5 de se libertar a si mesmo ou de condicionar a liberdade dos outros.

A proposta presente pede disciplina, auto exigência, equilíbrio entre o excesso e a negação do prazer através da moderação, ou seja, sabendo desfrutar das experiências sem pôr em risco o seu próprio bem estar e saúde. A saudável liberdade do 5 anda sempre acompanhada do sentido de responsabilidade que implica não apenas normas de conduta social mas sim a responsabilidade karmica de saber cuidar da sua célula individual e reconhecer nos outros os espelhos das suas próprias energias.

Numero 16

 As palavras negativas associadas a este número são:
1: Medroso, inseguro, autoritário, dominador, egocêntrico, dependente
6: Apego, imaturidade emocional, anulação pessoal, vive para os outros, perfeccionista, irresponsabilidade pessoal
7: Desconexão com a essência, imaturidade espiritual, cético, critico, dono da verdade, arrogante, EGO

O que o 16/7 traz de vidas passadas:
Este número mostra que em vidas passadas esta pessoa não conseguiu harmonizar o ego e a alma, o mundo interior com o exterior, ficando presa no plano da personalidade, das vivências e conquistas terrenas ou seja no plano do ego onde o maior perigo é a desrresponsabilização pessoal. Houve em vidas passadas uma enorme resistência ao conceito de espiritualidade, a amadurecer o mundo interior e emocional e por consequência, a integrar a visão espiritual do mundo no dia a dia, a assumir a responsabilidade de ser co-criador da sua realidade pessoal, ficando preso na vitimização e no julgamento, ou seja na culpa aos outros pelos seus males pessoais e pelo estado do mundo. A recusa de integrar o plano emocional e interior com a ação exterior, levou a um desequilíbrio profundo e respetiva compensação extrema com o plano exterior da mente e do ego, usando e manipulando tudo e todos a seu favor, ações tomadas inconscientemente por ignorância ainda das leis universais e da responsabilidade pessoal.

É neste karma que encontramos passados de vaidade, arrogância, sensação de superioridade, exagerada identificação com o mundo material e com as suas posses, com as suas crenças, com a aparência e importância própria. Onde quer que este número apareça no mapa, temos um convite a reconhecermos onde ainda estamos desconectados da nossa essência divina, onde ainda estamos a projectar fora, onde o ego ainda nos prende na sua visão limitada e egoísta da realidade e onde temos agora a oportunidade de levar entendimento e responsabilidade karmica. Ou seja, onde está o 16 é onde o nosso ego irá levar grande embates pois é desses embates que acedemos á nossa sensibilidade e temos a oportunidade de equilibrar a nossa energia e reconectar com a nossa essência.

Como equilibrar o Karma 16/7:
Num Universo onde a palavra equilíbrio é a via de evolução, precisam ser integrados os aspetos positivos dos 3 números, principalmente do 7 (estudo e busco do sentido da vida). A vida presente traz a proposta da reconexão com o espírito, de restaurar o sentido de identidade espiritual, colocando o ego no seu devido lugar de segundo plano e a agenda da alma em primeiro. Claro que o nosso ego irá oferecer resistência até à rendição, mas quanto mais conscientes estivermos  desses mecanismos, mais fácil se torna. Precisamente pela sua natureza resistente, a dureza e a arrogância são as que mais sofrem nas lições de humildade. O 7 traz-nos a grande lição de que não temos da vida o que queremos mas sim o que precisamos e quanto mais depressa soubermos “ler” os sinais e trabalhar com eles humildemente, mais facilmente superamos este karma e nos é dada a chave da felicidade e do sucesso.  Por ser uma energia predominantemente mental ligada a uma inteligente perspicácia e intuição, é importante resistir à tentação de se achar superior ao resto do mundo pois este atitude irá manter estas pessoas isoladas das outras, fechadas no seu mundo, presas às suas próprias crenças, ou seja, mantida prisioneiras pelo seu ego.
A cura do 16/7 acontece quando estas pessoas se abrem para o desenvolvimento espiritual, quando aceitam que o mundo esconde uma ordem à qual se devem render, para a busca do entendimento dos porquês da vida, para a aceitação e disponibilidade para cumprir o plano da alma. Enquanto não encontrar o sentido da vida e perceber a razão por traz dos acontecimentos da vida, estas pessoas vivem fechadas, com medo, desconfiadas de tudo e todos, acreditando que o mundo é um caos e que são vítimas das circunstâncias. Uma das maneiras que o 16/7 se vem restaurar é a aprender a seguir a sua intuição que por ter sido tão negada em vidas passadas, é no presente mais forte do que nunca e quando seguida levará estas pessoas sempre a resultados positivos ajudando-as assim a restaurar a sua Fé na Ordem Maior.

A cura deste karma propõem uma elevação da consciência, depende da humildade, da rendição à Vida, do desapego do mundo material, do investimento no desenvolvimento pessoal e espiritual, na valorização da essência e das boas, simples e humildes relações humanas. Até que consiga aprender todas estas lições é natural que passe por frustrações e revoltas internas, por perdas de coisas e pessoas, por embates ao seu ego, por sentir que o poder que quer já não vem de fontes externas mas sim de dentro de si, depois de feito o seu trabalho interior. Nesse estágio elevado, torna-se então o iluminado, o sábio, a fonte de amor e compaixão.

Número 19

As palavras negativas associadas a este número são:
1: Medroso, inseguro, autoritário, dominador, egocêntrico, dependente
9: Idealismo, ilusão, desconexão com o sagrado, preconceito, vitimização, negatividade, acha-se Deus, ditador, abusador, desumano. 

O que o 19/1 traz de vidas passadas:
Este número mostra que em vidas passadas esta pessoa não desenvolveu a sua sabedoria interna e vem ignorante quanto à sacralidade da vida, quanto ao amor próprio e social como meio de evolução e quanto ao  funcionamento das leis universais. O exagerado e fantasioso idealismo do 9 vem libertar-se da ilusão de se achar perfeito, de querer encontrar pessoas perfeitas e de viver num mundo perfeito, gerando constantes estados de frustração e respectivas desilusões das suas próprias ilusões.
A sua cura acontece quando se render à ideia de que o mundo JÁ É perfeito tal como é, de acordo com as leis cósmicas e que é ele é que se tem que render e saber integrar-se nessa Ordem escondida. Este karma mostra alguém que ainda não percebeu que a vida é uma viagem sagrada e que o mundo é o palco onde a nossa evolução acontece através da dualidade, sustentada por inteligentes leis justas e amorosas.
Sem consciência do Poder Maior, o 19 assume o poder para si mesmo, usando e abusando, tal como um “bully” ou abusador age ainda inconsciente das consequências pessoais e sociais dos seus actos. Quando as consequências acontecem, o 19 revolta-se com a “injustiça”, culpa todos à sua volta e sente-se vítima das circunstâncias, completamente inconsciente de que as condições em que se encontra foi ele que as criou.
O 9 é o número mais próximo de Deus, é a vibração da aceitação, da cura, da rendição, da compaixão pela vida, por nós e pelos outros. Somado o 1 e 9, leva-nos ao 10. Numerologicamente, o 0 é a presença do Divino, do sagrado, de Deus e a lembrança da Ordem Maior. O 1 representa o Eu, o indivíduo independente, o self. Juntando os dois temos temos a proposta de regatar o Eu / Divino ou a nossa Essência Espiritual.
Até atingir este grau de mestria interna, o 9 vive no polo oposto, no egoísmo, na violência, no preconceito, no julgamento, na arrogância, no escapismo. Ou seja, a ausência de Divino ou referência negativa de Deus.
Estas pessoas podem ter vindo de vidas de austeridade religiosa onde foram vividos padrões castradores, de fuga à realidade, incapacidade de cumprir o seu caminho mas de se disponibilizarem exageradamente para ajudar no caminho dos outros ignorando o seu, ou pelo contrário de cepticismo e desrespeito pelo lado sagrado da vida, onde o amor ainda não é sentido. Por esta mesma razão, há ainda um grande desrespeito pelos valores humanos, comportamentos típicos de ditadores, abusadores, déspotas e carrascos.

Como equilibrar o Karma 19/1:
Num Universo onde a palavra equilíbrio é a via de evolução, precisam ser integrados os aspetos positivos dos 2 números, principalmente do 9. O 9 é conhecido por esconder em si um pouco de todos os outros pelo que no karma 19 a pessoa já viveu muito, mas ainda não encontrou o sentido sagrado da vida.

A vida presente traz a proposta da RE-conexão, de desenvolver o sentido de Fé e descoberta da Ordem Superior, para que o poder pessoal passe a ser exercido sobre si mesmo de maneira a cumprir o seu propósito pessoal e contribuição social e não use mais o seu poder sobre os outros. A soma do 19/10/1 inclui um “0” ou seja, a presença de Deus na cura do 19 é essencial e propõe, depois de prováveis vidas onde o ego tomou as rédeas e Deus foi posto de parte, um novo início, mas desta vez integrando e rendendo-se ao Divino. Para viver em harmonia interior o 9 precisa de restaurar o seu sentido de individualidade, descobrir e criar formas de ajudar o mundo começando com ele próprio e sendo ele próprio um exemplo do potencial de cura que todos temos. Alguém que já sabe que a vida é inteligente e que irá sempre trazer-nos o que precisamos para evoluirmos, e nós com o nosso livre arbítrio, precisamos aprender a cooperar com ela. O 9 recupera o seu poder quando se rende e o entrega a Deus. Quando ao fazer de Deus o seu Mestre, passa a ser o seu melhor discípulo honrando as leis e expressando a mais bela das lições; o amor, a compaixão, o perdão, a tolerância, a sabedoria.

 

Tens um número destes algures na tua data de nascimento?

Não te preocupes! É sinal que tens na vida presente uma oportunidade maravilhosa de evolução. Lembra-te que foi uma escolha tua integrá-lo na tua data de nascimento e por isso, vens preparado para o superar. Se já chegaste até aqui, estás mais consciente do que a maioria e terás a minha ajuda para o fazer 🙂

Para mais informações sobre consultas e como podes saber mais sobre os teus números, clica no link abaixo:

Consultas

Partilhe =)

Sobre o autor

Deixa um comentário

*

code