Karma, Regressão e Orientação espiritual

0

Este artigo foi publicado na revista “Maya Guia Astrológico 2016”

A felicidade é o resultado do trabalho de consciência espiritual e equilíbrio interior
Está chegar ao fim o tempo da sorte e do azar, o tempo em que culpávamos os outros pelas nossas dores, o tempo em que a resolução dos nossos problemas dependia do que acontecia de fora para dentro.
A Nova Era pede-nos responsabilização pela nossa história, pede escolhas corajosas e de qualidade, pede paixão, coragem e liberdade de agir de acordo com o que só a nós nos faz sentido pois essa é mais bela via para chegar ao amor.

É tempo de despertarmos e resgatarmos o nosso poder interior!
Aos poucos a linguagem espiritual e os termos esotéricos orientais começam a fazer parte do nosso dia a dia.
Palavras como Karma, Dharma, Chakra, Guru, Prana, Yoga são já comuns na rotina de muitos e trazem com elas conceitos e crenças espirituais profundas que vêm revolucionar as filosofias Ocidentais e a nossa maneira de lidar com a vida.

Depois de séculos presos a conceitos religiosos altamente dogmáticos e castradores que nos distanciaram da maravilhosa sabedoria antiga, esta fresca energia oriental começa a ser sentida como um bálsamo para a alma.
Poderosos movimentos planetários estão a trazer à humanidade uma proposta de evolução e consciência espiritual como há muito tempo este planeta não via. Cabe-nos a nós aproveitar então esta onda para nos realinharmos com a nossa história espiritual, mesmo que para isso tenhamos que por em causa a nossa máscara social.

Trazemos dentro de nós a luz e a sombra
Cada um de nós é um espírito completo, composto de energia feminina e masculina, Yin e Yang, que que vem à Terra em busca de infinitas experiências onda possa integrar ambos os lados. A partir da visão da alma, todas as experiências são então válidas e essenciais ao nosso equilíbrio.
A viagem terrena é, no entanto, acompanhada por um ego que tende a criar uma realidade mais limitada fazendo-nos acreditar que cumprir na perfeição a agenda social, familiar e profissional é suficiente para atingir a felicidade.

Mais cedo ou mais tarde uma crise espiritual vem mostrar que é impossível ser fiel à história social e espiritual ao mesmo tempo e somos convidados a escolher.
Não é fácil virar a mesa e mudar radicalmente as nossas crenças e a nossa vida em prol de um novo caminho ou de um sentimento forte que nos diz que “é o que me faz sentido!”. Mas sem dúvida que vale a pena!
Vivermos desligados desta sabedoria, inconscientes da intenção sagrada do nosso espírito, é vivermos sem alegria, sem energia e sem consciência do potencial interior.
Se não tivermos um sentido ou direção de qualidade e se formos incapazes de entender as questões karmicas que se escondem por trás dos eventos do dia a dia, a apatia, a raiva e a frustração começam a tomar conta e a depressão instala-se.

Muitas são então as propostas espirituais na forma de ideias e crenças que nos chegam e que nos vêm obrigar a libertar as velhas crenças que já não nos servem. Por exemplo;

Muda o teu interior para mudares o teu exterior
– Somos pacotes de energia em busca da harmonização entre a luz e sombra que carregamos em nós. O propósito é o equilíbrio e não a perfeição.
– Já vivemos antes e logo a vida presente deve ser vista como continuidade de uma história anterior sempre acompanhada da intenção de evoluir e amar. Paraíso e inferno não existem.
– Com o nosso livre arbítrio já fizemos boas e más escolhas que agora se reflectem na nossa vida presente nos desafios e nas bênçãos que atraímos. Não há pessoas boas nem más.
– Somos seres magnéticos e logo eventos e pessoas são atraídos para a nossa realidade pela nossa energia para que as nossas aprendizagens sejam possíveis. Não somos apenas de carne e osso.
– A Lei do Karma é a mecânica que trás à nossa vida o que um dia para ela lançámos, convidando-nos a responsabilizarmo-nos humildemente por esses retornos. Não existe a sorte e o azar.
– A humildade, a aceitação e a rendição são o que em muitos casos nos permite superar situações difíceis. A força, a luta e a resistência nem sempre são a resposta.

O Universo recompensa sempre actos de coragem e amor próprio.
O trabalho de consciência, de limpeza e de mudança é tanto mais fácil quanto mais o abraçamos e levamos a sério e será nele que pela primeira vez iremos sentir o que é amor próprio e a abundância interior.
No estágio de evolução em que a humanidade se encontra, a evolução é feita ainda pelo conflito. Precisamos de testes, tentações e dragões para que possamos relevar o herói que há em nós. E quando todos formos heróis e a causa comum for o amor, iremos finalmente materializar na Terra o tão ansiado paraíso.
Tu estás cá, fazes parte, és essencial como parte do todo, contribuindo com o que tens de melhor.
Só resgatando e acendendo a tua luz poderás ir pelo mundo fora ajudar, ou seja, lembrar a quem anda no escuro as suas esquecidas naturezas.
Cabe-te a ti aceitar o convite!

Que este novo ano te devolva a consciência do Ser de Luz que és e te traga a coragem de saíres da zona de conforto em busca do que mereces lá fora no mundo e de fazer brilhar a tua essência pois essa será sem duvida, a mais bela viagem da tua vida!
Bem Hajas..

Vera Luz

Partilhe =)

Sobre o autor

Deixa um comentário

*

code