Halloween, um festival às nossas trevas!

0

Estamos no mês de Escorpião, o signo das trevas, da escuridão, do DarkSideofLife que quer queiramos quer não, mais ou menos escondido, existe, está cá, faz parte da experiência humana e está representado como Arquétipo em todos os mapas pessoais com mais ou menos intensidade.
 
Na sua vertente negativa ele representa o que está escondido, a mentira, o segredo, a manipulação. Do outro em relação a nós e em última análise de nós próprios e das nossas emoções. Oposto ao Signo dos valores por excelência, Touro, Escorpião  é também a dependência de valorização dos outros que começa sempre por uma enorme desvalorização pessoal. E quantos de nós de nós não têm também dentro de si aquela vozinha deprimente a cantar-nos constantemente o quanto estamos sozinhos, o quanto somos incapazes, o quanto não prestamos ou somos suficientemente bons para sermos amados e aceites que levante o dedo e se acuse!

Por tudo isto, e só depois deste energia ser vivida ao extremo nas suas mais dolorosas vertentes, externas e internas, o Escorpião em nós, ou a área de vida regida pelo mesmo nos nossos mapas, cansado destes padrões doentios e do desgaste e perdas que os mesmos provocam, busca, mais cedo ou mais tarde a Luz, a Verdade, a Transparência, o Valor Próprio, a Libertação desse depressivo ego inferior e enganador e escolhe viver a partir da Alma, da Verdade, da Luz e da Transparência.
E só a partir deste patamar temos acesso aos dois pólos e à pacificação das duas energias. Abracemos então as duas. Aceitemos as duas. Acarinhemos as duas pois esse será o inicio do equilíbrio tão essencial à felicidade que procuramos. Até lá, até conseguirmos atingir esse brilho interior espelhado apenas nos olhos dos que se permitiram sentir as dores ao limite, tudo faremos para manter o brilho exterior, a acumulação de tralha, a ilusão exterior do que ainda não foi atingido no mundo interior.

No mês de Escorpião onde as trevas são trazidas ao de cima como parte essencial da experiência humana, celebramos o Halloween, festival que comemora o outro lado, o invisível, o que está para além do véu e por isso também chamado do dia dos mortos. Façamos então não só uma homenagem aos mesmos que foram e ainda são queridos na nossa vida, mas também às nossas trevas interiores, às nossas mentiras, à nossa escuridão, ao nosso passado do qual não temos orgulho mas que serviu de degrau na busca da Luz e que nos trouxe até aqui.
Que este momento do ano seja um ‘reminder’, um lembrete do mundo escondido que carregamos todos os dias, do que espera pacientemente pela nossa atenção e pela Luz da transformação de todo um passado escuro imprimido em todas as nossas células.
Festejemos então o lado melhor e mais belo de Escorpião. A profundidade e a capacidade de ver para além da máscara, a empatia com o nosso mundo emocional e do outro, a paixão e intensidade com que vivemos o dia a dia, a coragem com que enfrentamos o desconhecido e a tranquilidade com que lidamos com a morte porque sabemos que a vida é eterna.
Quando nos ligamos a esta energia em nós, quando sabemos o significado deste Arquétipo, dá-se uma reverência, um sentimento de respeito, não só pela capacidade que temos de nos transformar, de continuamente morrer e renascer e por isso podermos sempre esperar por algo melhor. Depois de integrado e honrado o Arquétipo de Escorpião, temos acesso então ao seguinte de Sagitário que nos irá dar a Esperança, o Optimismo e a Sabedoria tão essenciais no nosso dia a dia.
Desejos de muita profundidade, muita intensidade e lembrança que a vida é muito mais do que aquilo que a nossa limitada mente nos dá a entender.
Que as tuas sombras sem honradas e que a tua Luz as supere sempre!

Happy Halloween!!
Vera Luz

Partilhe =)

Sobre o autor

Deixa um comentário

*

code