Em que estado está a tua energia?

0

Custa-me observar como ainda tantos ainda vêem/sentem Deus como um ser caprichoso, com violentas alterações de humor onde nuns dias está feliz e nos abençoa e noutros está furioso e nos castiga severamente roubando-nos o que mais amamos…!
Para essas pessoas, julgando-se na maior parte exemplares de referência de comportamentos socialmente perfeitos, todo o mundo emocional e energético é uma fantasia e totalmente desvalorizado perante a necessidade doentia da imagem perfeita.
Não é para menos pois o Deus que nos apresentaram nos dizia que ou era a perfeição ou o inferno!

Curiosamente, tenho observado que são precisamente os mais exigentes e perfeccionistas, os mais desequilibrados, infelizes e ignorantes no que toca às suas existências e propósitos de vida, vivendo presos num ilusório e inconsciente medo de desiludir o tão exigente Deus sempre que mostram as suas falhas, sensibilidade ou simplesmente a sua humanidade..

Qualquer pessoa que conviva com animais sabe que eles não respondem propriamente às nossas palavras mas sim à atenção e principalmente ao tom de voz que lhes dirigimos.
Eles sabem sempre quando estamos tristes, felizes, a brincar ou mesmo zangados com eles, é ou não é verdade?

O mesmo se passa com Deus ou o Universo.

Ele não responde propriamente aos nossos infinitos e diferentes pedidos ou sequer reconhece os ziliões de maneiras diferentes como rezamos, falamos ou agradecemos as nossas preces e bênçãos.

Tudo se resume a ondas de energia que vibram em frequências altas ou baixas, positivas ou negativas.

Não é o que fazemos, mas COMO fazemos que conta.

Por isso sejas católic@, budista ou hindu, descrente, céptico ou espiritual, o Universo apenas regista a frequência em que vibra a tua energia e tal como a água do lago, a certa altura essas frequências retornarão, tal como saíram, à fonte que as emanou..

Sendo assim, mais importante do que a ideia, pensamento ou reza certa é o estado emocional interior e a ligação pessoal que tens com o espirito superior.

É inútil um pedido de ajuda a Deus se a nossa vibração está presa no medo e é incapaz de se render e confiar na vida.
Da mesma maneira que a pessoa que se mantêm numa energia positiva, feliz e grata pode até ser totalmente céptica, mas irá na mesma atrair essas mesmas energias positivas.

Ninguém é sempre positivo ou sempre negativo. (Na linguagem terrena, ninguém é sempre bom ou mau).

Cada um de nós é representante da dualidade e por isso o objectivo é tomarmos consciência precisamente dessas duas vertentes dentro de nós e fazermos a nossa parte para que o equilíbrio aconteça.

Será então essencial tomarmos consciência do estado em que estamos seja através de que método for, pois na maior parte das vezes, inconscientemente, não estamos no melhor estado possível.

Se levarmos em conta que carregamos memórias das vidas passadas, é de facto uma pesada mochila de energias que carregamos das quais na maior parte das vezes não temos consciência nenhuma!

É por isso importante recorrer a consultas, meditações, leituras, filmes, conversas ou qualquer outra fonte que nos devolva o espelho de tudo o que nem sempre conseguimos ver ou assumir em nós pois a nossa mente faz-nos sempre acreditar que não temos nada de negativo e que até somos bastante perfeitos.

A tua abundância não depende da sorte ou do azar, se fazes milhões de afirmações positivas, se tantas ser perfeit@ ou se te esforças demasiado.
Ela simplesmente depende do estado geral da tua energia e irás atrair as frequências que em ti circulam.

Deixo então a pergunta, tens consciência do estado da tua energia?
A frequência e estado das pessoas que andas a atrair te darão uma pista…

Vera Luz

Partilhe =)

Sobre o autor

Deixa um comentário

*

code