Derrubando os nossos muros interiores

0

Todos conhecemos o fenómeno da expansão da consciência.. Para muitos talvez não ainda por este nome mas sim quando nos referimos a termos como maturidade ou esperteza. Ou seja, há coisas que só entendemos ou somos capazes de sentir quando crescemos ou amadurecemos. Ou quando já conseguimos ter essa perspectiva. Por exemplo, podemos explicar a uma criança o que é uma paixão ou o estado de estar apaixonado, ou mesmo as sensações de fazer amor. Mas ela só as conseguirá sentir quando chegar o tempo dela. Quando ela passar pela própria experiência. A criança não é burra ou ignorante. Apenas ainda não passou pela experiência.

Por vezes a expansão de consciência não precisa de uma experiência física para nos levar mais longe no entendimento da nossa pessoa e da nossa vida.

Um livro pode trazer essa expansão de consciência e dar-nos respostas que nunca havíamos considerado antes. Respostas essas que para serem aceites tiveram que ser substituídas pelas velhas crenças que nos mantinham no velho. Tive o privilégio de poder observar centenas de pessoas a fazer mudanças positivamente radicais nas suas vidas, apenas pela mudança de perspectiva quanto às suas realidades. Por exemplo aplicando a Lei da Atracção, considerando que a pessoa que nos está a trazer um determinado desafio ou dor não é um simples carrasco mas alguém que esconde uma oportunidade de elevarmos a nossa energia e de superarmos algo em nós. Uma maneira bem diferente e mais desafiante do que a antiga vitimização certo?

Usando uma simples metáfora, são os dragões que farão de nós Heróis. Ou noutro exemplo, ao ler a biografia de alguém que passou por determinados desafios e por causa desses desafios é hoje uma pessoa inspiradora e cheia de luz e paz, pode-nos confrontar interiormente com a nossa vida e respectivos bloqueios, mentiras pessoais e estado geral energético e emocional. Esse livro irá-nos fazer lembrar que algo dentro de nós busca essa mesma transformação e que sem ela não haverá libertação. Esse livro será assim um agente de transformação e expansão de consciência.

Todos sabemos a força que as crenças podem ter em nós e o quanto podemos ser vitimas delas. Tanto do apego às nossas próprias como sendo alvo das dos outros sobre nós.

Ficar preso, resistir ao novo, lutar contra o diferente, estar fechado perante o oposto mantêm-nos numa velha e desactualizada área de conforto e tal como a criança se não sair dela nunca irá experienciar o amor e a paixão, também nós nunca iremos experienciar estados mais elevados de ser e viver e relacionar e amar e superar, e entender e tanto e tanto mais até descobrirmos que afinal, por baixo de todos aqueles bloqueios, estava desde sempre um maravilhoso, livre, sábio e amoroso Ser de Luz.

Cada vez que saímos da zona de conforto ou segurança, estamos a expandir a nossa consciência, estamos a esticar o elástico da nossa percepção, estamos a ter uma atitude cósmicamente inteligente, estamos a dar uma prova de amor próprio e de Fé à Vida. E essa mesma Vida aplaude e devolve sempre esses mesmos actos de coragem. O brilho interior e o estado de contentamento são apenas dois dos variadíssimos efeitos secundários. Passamos a entender melhor o que nos acontece sob uma lógica Sagrada, tornamo-nos mais tolerantes e amorosos, conseguimos ver os sinais invisíveis que chegam até nós das mais variadas maneiras e aos poucos vamos conseguindo afastarmo-nos do drama e ver como tudo afinal não é mais do que um teatro para o jogo energético que escondemos dentro de nós.

Aos poucos vamos saindo da limitada visão 3D do nosso ego, vamo-nos livrando do colete de forças mental e conseguiremos aceder a mais elevadas e fascinantes dimensões da nossa realidade.

E tu? Qual foi a última vez que saíste da zona de conforto?

Partilhe =)

Sobre o autor

Deixa um comentário

*

code