A dádiva de Trump!

0

Hoje é um dia maravilhoso para pormos em prática a visão do amor que tanto pregamos.
Se não temos a disciplina interior para escolhermos ver a realidade pelas lentes do amor, caímos que nem uns patinhos na visão curta, grossa e julgadora do mundo, acreditando ainda que o mundo se divide entre os bons de um lado e os maus do outro. Chamem-lhes republicanos ou democratas, cegos ou visionários, materialistas ou espiritualistas, Trump ou Clinton, tudo o que vemos fora não são mais do que manifestações holográficas da dualidade que vive dentro de cada um de nós.

Se gostamos de acreditar que todos somos apenas manifestações diferentes da mesma energia, que até já fazemos workshops de meditação sobre a sombra e a luz, através de símbolos sagrados como o Yin e o Yang, é essencial então aprendermos a ver essas manifestações em tudo e em todos à nossa volta, onde cada um está a fazer pleno uso do seu livre arbítrio, a viver a sua diferença energética composta de valores, cultura, crenças, medos e ilusões em busca de experiências lá fora no mundo que estão alinhadas com a nossa verdade.
O desafio é aceitarmos que existem 7,2 Biliões de verdades!

Se queremos aproveitar este momento da uma maneira positiva, se queremos de facto contribuir para uma nova visão do mundo, temos então de resistir ao comentáriozinho acusador, chocado com a “estupidez e cegueira” do mundo, mas incapaz de ver o mundo como um espelho de nós próprios.

Se queremos ser diferentes e fazer parte do pelotão que veio à Terra com a intenção de mudar o mundo e de ser um canal de luz e amor, temos que nos elevar acima de todos os que ainda insistem em alimentar a dualidade, o separatismo, o julgamento e as ilusórias noções do que está “certo ou errado”. Trump não é mais do que um símbolo gigante de todos os que acreditam que estão certos, mas que enchem a net de comentários agressivos, julgadores, racistas e separatistas, donos do uma ilusória superioridade, chocados com a estupidez pública.

Se queremos sair dessa teia manhosa social que tão facilmente nos ilude e engole, só com a consciência dessa mesma teia, nos será dada a chave de lhe escaparmos. Sejamos então detetives visionários em busca de pistas do porquê de o ser humano ainda precisar materializar uma vitoria como esta.
Diz a antiga sabedoria que tudo o que chega ao limite vira no contrário. Todos já o sentimos nas nossas vidas… ou seja, mudanças que sabemos que precisamos fazer, mas que só na pressão ou na dor as fazemos. Ilusões que só na desilusão caem na realidade. Carências que só na solidão se curam. Falta de poder pessoal que só na rejeição violenta se resgata. Mentiras pessoais que só perante a verdade nua e crua se dissolvem.
Se queremos entender o momento, analisemos então porque um homem como Trump, que mostrou durante tanto tempo sinais de alarme do que não queremos que se repita na história, ganha?
O que realmente “encantou” tantos americanos que deram total poder a este homem?
O que faz cada pessoa admirar e inspirar-se em alguém?
Que parte do ser humano idolatra alguém que desafia a visão de uma consciência de igualdade e amor?

Eu diria que é afinal o que cada um tem negado em si mesmo. E porque está negado ou inconsciente, o ser humano elege representantes que façam porque ainda não acredita que é capaz de o fazer.
E qual é a parte que a maioria tem rejeitada? São várias..
É ou não este homem um imenso representante de cada uma destas partes?

ϖ O Poder Pessoal!
ϖ A Fé em nós mesmos!
ϖ A Confiança nas nossas capacidades!
ϖ A Convicção de que somos capazes!
ϖ O Forte foco na nossa visão interior!
ϖ A Determinação em atingir o nosso objectivo!
ϖ O Espirito positivo e optimista!
ϖ A Coragem de sermos quem somos!
ϖ A Atitude de viver a nossa verdade!
ϖ A Crença de que merecemos!
ϖ A Autoridade de lutarmos pelo que acreditamos!
ϖ A Força, coragem e determinação permanentes!
ϖ A Liberdade de lutar pelo que acredita!

São ou não são estas partes as mais negadas e inconscientes na maioria da população?
Obviamente que não pretendo aqui apoiar ou atacar o novo presidente americano. Tento manter-me na posição que hoje acredito ser a mais saudável; ser uma observadora que procura aprender mais sobre si através da tela do mundo. E para isso obviamente tenta analisar também onde possam estar escondidas as piores sombras que vemos nele.
O Universo é inteligente demais para nos permitir aceder ao poder pessoal sem integrarmos as nossas sombras e vejamos então em Trump algumas delas;

A arrogância
A frieza
O racismo
A superioridade
A superficialidade
Um ego inconsciente
A prepotência
A ilusão
O materialismo
O controle
A manipulação
O machismo

Lembremos sempre que a viagem de cada um é vivida dentro de si mesmo, na maneira como vamos lidando, observado e respondendo ao mundo. É dentro que escolhemos viver o mundo como se fosse um paraíso ou um inferno e dessa energia que saem as acções e como sabemos, irão ser devolvidas pela lei do karma. A energia é neutra. Cada um de nós carrega-a com as suas frequências e são essas frequências que irão ditar a qualidade da nossa vida de cada um.

Se queremos então aprender algo com este novo episódio da história, temos que fazer então o nosso TPC. Usar o que está fora como referência do que está dentro ou caímos na ilusão que caiu a maioria americana; na necessidade de idolatrar e fazer de alguém o salvador e herói da história quando a realidade é que cada um de nós carrega em si em potência, o herói da sua própria história.
Quando todos tiverem tornado o seu herói interior consciente, o tiverem resgatado e lhe tiverem devolvido o seu poder pessoal, não mais haverá necessidade de o dar a pessoas como Trump.

Deixo a pergunta;

– Quem seríamos nós e como seria o mundo se todos estivéssemos em pleno uso do nosso poder pessoal, alinhados com a fonte de luz e amor?

God Bless the World!

Vera Luz

Partilhe =)

Sobre o autor

Deixa um comentário

*

code